A Cidade Murada de Kowloon, o local mais denso do planeta

girard_kowloon_c

Tenho uma certa obsessão por ambientes urbanos densos, desde lugares reais como premissa de ficção especulativa. Um dos meus livros favoritos é justamente o High-Rise, de J. G. Ballard, que aborda o tema de se a densidade populacional cada vez mais intensa de nossas cidades não poderia levar a maior agressividade e até insanidade coletiva na população. A resposta seria “sim”, se nos basearmos nos assustadores estudos com “universos” de ratos de John Calhoun.

Por isso sou fascinado pela Cidade Murada de Kowloon, em Hong Kong, que foi o lugar mais denso do planeta até ser demolido em 1994. As imagens de lá são algo que você imaginaria em um quadrinho do Judge Dredd, um antro de gangues e vício, mas também de pessoas normais vivendo como podem em cubículos minúsculos. Um labirinto de becos escuros com tetos pingando repletos de fios e tubos, com raras claraboias por onde a luz entrava.

kowloon

Perfil de Kowloon, clique na imagem para vê-la em seu tamanho completo.

Anos atrás encontrei esse perfil de Kowloon original de uma revista antiga e pirei nessa imagem. Virou uma espécie de “Onde Está Wally?” particular. Veja essa imagem acima em seu tamanho original com atenção e você encontra açougues, gente tomando sol no teto, lojinhas, alguns casais fazendo sexo, um clube de striptease, gente dormindo, usando o banheiro, jogando provavelmente mahjong, lavando roupa, cuidando de bebês, reformando, jantando (ou almoçando), trabalhando, lendo, vendo TV, colhendo lixo, andando de bicicleta, se espreguiçando, dançando, pulando corda. Cada uma dessas fatias de vida como em seu próprio universo, mas separadas apenas por alguns centímetros de teto, parede ou chão.

A Cidade Murada de Kowloon foi originalmente um enclave sob administração chinesa do território de Hong Kong que foi concedido à coroa britânica por cem anos em 1898. Assim, a cidade ficou em um limbo legal, fora da jurisdição de Hong Kong, mas sem ser devidamente vigiada pela China. Ou seja, o lugar perfeito para qualquer tipo de atividade ilegal e onde cada um ia construindo seu puxadinho como bem entendia. Nos anos 1970 a polícia fez diversas batidas prendendo traficantes e criminosos, mas essa era a exceção ao invés da regra.

a7

A Cidade Murada atingiu seu auge de densidade nos anos 1980, sendo composta de cerca de 300 prédios colados uns nos outros e estimados 33 mil habitantes em seis acres, o que equivale a uma densidade de 1,225,000 habitantes por quilômetro quadrado. Para se ter ideia, a cidade mais densa do mundo hoje é Manila, com 42,88 habitantes por quilômetro quadrado.

Abaixo, imagens da Cidade Murada de Kowloon do livro City of Darkness,  de Greg Girard.

 girard_kowloon003 girard_kowloon004 girard_kowloon005 girard_kowloon006 girard_kowloon007 girard_kowloon008 girard_kowloon009 girard_kowloon010 girard_kowloon011 girard_kowloon013 Girard_kowloon015 Girard_KWC_above_temple01 Girard_KWC_alley_001 Girard_KWC_foodfactory_001 Girard_KWC_Interior001 Girard_KWC_Shop_002 GIrard_KWC_temple01 KWC_postmanb KWC_rooftop02 KWC_rooftop03 Rooftop 04 EG Walled_City006b Walled_City010b Walled_City018 Walled_City020b Walled_City021b Walled_City022 Walled_City030b Walled_City031 Walled_City037b Walled_City040 Walled_City042 11102-GG0690b 11104-GG0887b 11121-GG0189b 11122-GG0989b BBQ 02